Posts com a Tag ‘pejr’

Mais experiências no Sisal

19 de julho de 2012 | Publicado em Intercâmbio da Juventude Rural Brasileira

Os jovens da primeira etapa do IV Intercâmbio estão tendo uma semana rica em experiências inovadoras. Além do trabalho dos coletivos juvenis e da propriedade do Geovânio, o grupo também visitou um empreendimento de beneficiamento de frutas na cidade da Serrinha.

A jovem Gildete Silva, que participou da formação do PEJR, do Instituto Souza Cruz, mobilizou a comunidade para a coleta das frutas, até pouco tempo desvalorizadas na localidade, e passou a beneficiar a produção e comercialização de polpas na pequena agroindústria em sua propriedade. A sustentabilidade do empreendimento possibilitou a aquisição de novos equipamentos e o objetivo é expandir a agroindústria e a produção das polpas de acerola, caju, laranja, goiaba, maracujá, entre outras variedades.

Os intercambistas também visitaram importantes experiências de comunicação no território do Sisal: a Rádio Poste e Agência Mandacaru de Comunicação buscam democratizar a informação na região e construir uma nova visão do sertão baiano, associado as novas técnicas agrícolas, acesso de políticas públicas e oportunidades para a juventude rural no convívio com o semiárido.

Empreendedorismo nas Encostas [Conexões Rurais]

19 de março de 2012 | Publicado em Intercâmbio da Juventude Rural Brasileira

Com sede na pequena cidade catarinense de Santa Rosa de Lima, na região das Encostas da Serra Geral, a associação de agricultores Acolhida na Colônia tem a proposta de valorizar o modo de vida no campo através do agroturismo. Criada em 1998, a entidade desenvolve um modelo alternativo ao desenvolvimento intensivo de agricultura e turismo.

Os programas oferecem hospedagens aconchegantes, e o cuidado com o meio ambiente é destacado através da promoção da agricultura orgânica e de atividades que não agridem a natureza. Dessa forma, o visitante pode compartilhar o modo de vida, as tradições e a cultura local – mas, acima de tudo, conhecer de perto a dinâmica dessa cidade, considerada a Capital Catarinense da Agroecologia.

Atualmente, existem cerca de 20 estabelecimentos, entre pousadas e quartos coloniais, que recebem em torno de 5 mil visitantes por ano. Junto à Acolhida na Colônia, são mais de 200 associados, envolvendo diretamente mais de mil beneficiários.

Muitos jovens rurais que passam pelo PEJR, implantado pelo Instituto Souza Cruz em parceria com o Cedejor na região, desenvolvem projetos de agroturismo e contribuem para o fortalecimento local desta atividade.

“Os projetos do Cedejor promovem o debate e mostram para a sociedade e governos as pautas que motivam os jovens do campo, o que é vital para a construção de um rural ‘com gente’”.

Reni Denardi, delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

+ Quer saber mais sobre esta boa prática? Faça o download da revista Conexões Rurais!

Jovens do PEJR realizam visita de estudo no Paraná

9 de março de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

Os jovens da Turma 7 do PEJR, do Instituto Souza Cruz, em parceria com o Cedejor no território Centro-Sul do Paraná, participaram no dia 16 de fevereiro a primeira visita de estudos da formação. O objetivo da atividade é ampliar as experiências dos jovens, proporcionando-lhes conhecimentos de outras realidades e novas práticas, favorecendo o diálogo e o confronto de saberes sobre os diversos temas do programa.

A primeira parte da visita foi realizada no município de Teixeira Soares, na propriedade de Everton dos Anjos, Agente de Desenvolvimento Rural (ADR) formado na Turma 2. Os jovens tiveram a oportunidade de conhecer o projeto de cunicultura (criação de coelhos de corte), gerenciado por Everton desde a formação no PEJR.

O ADR também falou sobre a parceria com outros jovens para a criação de coelhos e apresentou o Clube da Troca, que tem como objetivo melhorar a genética dos animais.

Na sequência, os jovens visitaram a unidade familiar de Taline Alessi, ADR formada na Turma 6, no município de Imbituva. Na propriedade, Taline desenvolve uma atividade não-agrícola, trabalhando com artesanato em EVA.

A visita de estudos é uma atividade organizada a partir dos temas do plano de estudos do programa, estando também relacionada aos projetos que os jovens poderão desenvolver. A atividade é um momento para observar, coletar dados, levantar alternativas, analisar situações, entre outros.

A partir de uma preparação prévia, na qual os jovens e educadores elaboram as questões e organizam os procedimentos gerais, a realização da visita ocorre com os jovens apresentando seus questionamentos, fazendo observações, registros e análises que, por ocasião do retorno ao Centro de Formação, subsidiarão a socialização das experiências e, consequentemente, as atividades das próximas sequências de alternância.

Nesse caso, os jovens fizeram um paradoxo entre as visitas realizadas, observando e registrando os riscos assumidos e inovação no empreendimento e também, envolvimento da comunidade e articulação com a sociedade. A utilização deste instrumento pedagógico favorece, ainda, a melhoria de expressão verbal dos jovens e do registro personalizado de suas descobertas, a aquisição de noções novas de linguagens especializadas, entre outros.

* Post feito pelo Coletivo Comunicação da Turma 7: Sandro Sidnei Topolniak, Luciano Pereira, Suelen Cristina Rosa e Marília Gabriela Cawa. Colaboração: Cristiane Tabarro, coordenadora do Cedejor Centro-Sul do Paraná.

PEJR inicia novas turmas

10 de fevereiro de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

O Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR), do Instituto Souza Cruz, retoma as atividades em 2012 com o início das novas turmas. As aulas inaugurais acontecerão simultaneamente no dia 13 de fevereiro, com exceção da turma da Bahia, que já começou as atividades no dia seis.

Atualmente, o PEJR está presente nos três estados da região Sul e também na Bahia e Ceará, através das parcerias com o Cedejor, MOC e Adel, respectivamente.

“Estes jovens terão contato com uma formação pedagógica diferenciada, com ênfase na agricultura familiar, na juventude e no desenvolvimento sustentável. Nosso objetivo é prepará-los para que, de fato, possam exercer um papel de agentes de mudança em suas propriedades, comunidades e territórios”, explica Helen Janata, assessora de projetos sociais do Instituto Souza Cruz.

Com uma média de 30 jovens por turma, o PEJR tem a duração de um ano e ao final da formação, cada jovem deverá desenvolver um projeto de vida para construir, de forma qualificada, ações empreendedoras que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e renda dos agricultores familiares.

Preparar o jovem para exercer um papel estratégico no desenvolvimento rural e dar novas perspectivas a esse processo são os desafios que o Instituto Souza Cruz se propõe a enfrentar.

+ Saiba mais: Conheça o PEJR

Novos encaminhamentos no PEJR

27 de janeiro de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

Mais um Seminário Nacional de Formação de Educadores do PEJR, do Instituto Souza Cruz, chegou ao fim e os resultados foram muito satisfatórios.

Durante o encontro, realizado entre 16 e 20 de janeiro, na sede do Cedejor, em Lauro Müller (SC), os educadores puderam compartilhar as experiências vivenciadas em 2011. A proposta, a partir da socialização, é que estas práticas possam ser estudadas e implementadas de acordo com as necessidades de cada região onde o programa é implementado.

O “Projeto do Jovem Empreendedor Rural”, elaborado e defendido pelos jovens ao final da formação, também foi bastante trabalhado. Os educadores discutiram sobre as principais dificuldades, além de questões relativas à otimização e replicação, para que este modelo possa ser utilizado em outras ações desenvolvidas pelos jovens.

Parte do tempo do seminário também foi dedicado à elaboração do “Plano de Formação” e ao planejamento das “Seqüências de Alternância” para as turmas de 2012. Os educadores trabalharam em conjunto e discutiram a programação de cada sequência do 1º ciclo de formação.

Além disso, foram realizadas visitas de estudo às experiências de alguns jovens formados pelo Cedejor na região. As visitas proporcionaram aos participantes a vivência de alguns empreendimentos inovadores, como o projeto de panificados da jovem Paula Baumann, do município de Santa Rosa de Lima.

+ Post escrito por Aline Loureiro, assessora de projetos do Instituto Souza Cruz.

Projetando o PEJR para 2012

18 de janeiro de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

Está acontecendo nesta semana o III Seminário Nacional de Formação de Educadores do PEJR, do Instituto Souza Cruz. O encontro está sendo realizado na sede do Cedejor, no município de Lauro Müller (SC). O seminário, que começou na segunda-feira, segue até o dia 20. Estão participando 13 educadores das organizações que implementam o programa em parceria com o Instituto Souza Cruz: Cedejor, MOC e Adel, além de profissionais do próprio Instituto.

O tema do semináiro é: “Projetando o Programa Empreendedorismo do Jovem Rural para 2012” e o objetivo é capacitar os educadores para iniciar mais um ano de formação do programa.

O encontro é um espaço para socializar as experiências vivenciadas no ano que passou, debater sobre a estrutura e elaboração do Projeto do Jovem Empreendedor Rural e realizar oficinas de planejamento do calendário de 2012. Na quinta-feira, os educadores conhecerão os projetos de alguns jovens que já passaram pelo PJER e terão também um momento de confraternização em uma experiência de turismo rural da região.

Jovens líderes no Nordeste

1 de dezembro de 2011 | Publicado em Ligado na Rede

O Instituto Souza Cruz promoveu entre os dias 22 e 25 de novembro o Seminário de Liderança do PEJR, na sede do Serta, no município pernambucano de Glória do Goitá. Reunindo 40 participantes, o encontro foi destinado aos egressos das primeiras turmas do programa, implementado na Bahia e no Ceará em parceria com o MOC e a Adel.

Visite a nossa página no Flickr e confira a galeria de imagens do Seminário de Liderança do PEJR.

Visite o site do Instituto Souza Cruz e saiba mais sobre o evento.

PEJR em processo de seleção na Bahia

1 de dezembro de 2011 | Publicado em Ligado na Rede

O Programa de Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR), do Instituto Souza Cruz, está iniciando formação de novos jovens na Bahia, em parceria com o MOC. O processo de seleção será entre 5 e 9 de dezembro e a nova turma começa as atividades no dia 3 de fevereiro de 2012.

A nova turma do PEJR terá 36 participantes. Agora, além do Território do Sisal, a área de atuação do programa foi ampliada com a inclusão do Território da Bacia do Jacuípe. Os municípios contemplados são: Retirolândia, Conceição do Coité, Serrinha, Ichu, Barrocas, Araci, Tucano, Quijingue, Pé de Serra, Nova Fátima, Riachão do Jacuípe.

Contribuindo para a valorização e permanência da vida no campo, ao final da formação, o jovem elabora o seu projeto de vida e se torna um agente de desenvolvimento rural (ADR), estando preparado para atuar na comunidade contribuindo para o desenvolvimento político e social.

Para Givaldo do Carmo, educador do programa, o foco principal não é a geração de renda. “Não é um projeto apenas de geração de renda, é mais que isso, é sobre a vida dos sujeitos e o contexto onde eles estão inseridos. Não é a formação pelo dinheiro, é para contribuir com o desenvolvimento de pessoas pensantes, enfatizando o víeis político de cada um”, destaca. Além da novidade da ampliação, a nova turma contará com a participação de um jovem da primeira turma atuando como monitor.

+ Via Blog Juventude no MOC

Capacitando lideranças jovens no Nordeste

18 de novembro de 2011 | Publicado em Ligado na Rede

Entre os dias 22 e 25 de novembro, o Instituto Souza Cruz promoverá o Seminário de Liderança do PEJR, no município de Glória do Goitá (PE). O encontro é destinado aos jovens egressos das primeiras turmas do programa, implementado na Bahia e Ceará, em parceria com o MOC e a Adel, respectivamente.

Realizado na sede do Serta, organização parceira do Instituto Souza Cruz na Rede Jovem Rural, o seminário terá como objetivo capacitar os participantes em habilidades de liderança e trabalho em equipe, além de reforçar a formação do programa e estimular o protagonismo nos diferentes territórios rurais onde atuam.

Dinâmicas, atividades culturais e debates farão parte da programação, com destaque para a visita à ONG Acreditar, fundada por jovens da região, e especializada na organização de pequenos empreendimentos e concessão de microcrédito orientado. O seminário contará ainda com a participação de Juan Moreno e Andrea Esquivel, representantes chilenos do Procasur/FIDA. Moreno ministrará uma palestra sobre as experiências de empreendedorismo de jovens rurais da América Latina.

+ Saiba mais sobre o seminário: www.institutosouzacruz.org.br

Cordel Cultura do Nordeste

31 de agosto de 2011 | Publicado em Jornada Nacional do Jovem Rural

Por Maílson Moreira Bezerra*

A cultura do Nordeste
Não é brincadeira não
Nós gostamos do reizado
E da festa de São João
Comemos o mugunzá
E torresmo com baião
Tem a buchada de bode
E a cachaça com limão

É a terra do cangaço
Terra de gente valente
Valente por que brigamos
Contra a injustiça existente
Que vive de maltratar
O nosso povo inocente

Terra da índia guerreira
Nunca esqueço este tema
Mulher dos lábios de mel
Nossa índia Iracema
Nas mãos de José de Alencar
Sua história virou poema

Nosso padim Padre Cícero
Nosso santo milagreiro
Pra esse povo sofredor
Ele foi um mensageiro
Que veio a terra dizer
Que Jesus é brasileiro

Terra da caatinga
Terra do cerrado
Pra tanta gente de longe
Nosso clima tem mostrado
Que é forte e resistente
Igual toda essa gente
Que na vida só tem lutado

Lutado contra a seca
Nossa inimiga forte
Tem gente que pensa assim
Tem gente que acha sorte
Morar nesse chão de bravos
Em vez de mudar pro Norte

O nosso Luiz Gonzaga
Famoso rei do baião
Típica canção nossa
Que era da região
Mais que fez tanto sucesso
Que pra todos eu confesso
É a melhor da nação

As coisas do Ceará
São de beleza incomum
Pode o mundo todo andar
Que jamais vai encontrar
Outro lugar em comum

* Maílson é jovem da Adel, parceira do Instituto Souza Cruz na implementação do PEJR no Ceará. Este cordel foi recitado no lançamento da revista Conexões Rurais, durante a IV Jornada Nacional do Jovem Rural.