Posts com a Tag ‘orgânicos’

Redes auto-sustentáveis – Alimentos agroecológicos no litoral norte do RS [vídeo]

8 de abril de 2013 | Publicado em Ligado na Rede

No litoral norte do Rio Grande do Sul, agricultores agroecológicos produzem alimentos agroflorestais, vedem para a merenda escolar e comercializam em feiras e mercados próximos. São produtos saudáveis que contribuem para a preservação do meio ambiente e o incentivam o consumo consciente.

+ Um vídeo de Júlia Aguiar e André de Oliveira.

Orgânicos na Alimentação Escolar [download]

19 de março de 2013 | Publicado em Ligado na Rede

Produzida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em parceria com o Ministério da Agricultura,
Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o Ministério da Educação (MEC), a cartilha Orgânicos na Alimentação Escolar destaca a importância dos orgânicos na alimentação escolar e como a agricultura familiar pode contribuir para hábitos saudáveis entre milhares de estudantes do país.

+ Faça o download da cartilha aqui.

Você sabe de onde vêm seus alimentos? [vídeo]

17 de janeiro de 2013 | Publicado em Ligado na Rede

Todos os sábados, junto aos primeiros feixes de luz do vagaroso Sol, chegam à Avenida José Bonifácio dezenas de gentes de mãos sujas. São de uma cor e de um cheiro de terra que vêm de diferentes cidades do Rio Grande do Sul. Elas puxam cordas, esticam lonas, montam estacas de ferro ou madeira e empilham caixas coloridas. Aqui, uma vez por semana, encontram-se com outras mãos, sem calos e fedendo a sabonete, trazendo o alimento mais limpo no qual já puderam tocar.

Há 22 anos, a Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE) de Porto Alegre preenche o canteiro central na pequena rua em frente ao Parque Farroupilha. Na famosa Rua do Brique, Rua do Colégio Militar, Rua da Redenção, as manhãs de sábado recebem desconhecidas beldroegas, ora-pró-nóbis, kinos, juçaras, araçás e tantas outras. Além de milhares de outros alimentos distribuídos em 41 bancas permanentes e oriundos de uma produção livre de agrotóxicos e insumos químicos.

Marcos Palmeira fala sobre agroecologia [vídeo]

14 de janeiro de 2013 | Publicado em Ligado na Rede

O ator e produtor Marcos Palmeira fala sobre a produção agroecológica de alimentos. Confira:

Mirian Cordeiro entrevista Helga Tesch [vídeo]

31 de agosto de 2012 | Publicado em Intercâmbio da Juventude Rural Brasileira

O Vídeo registra um bate-papo entre Mirian Cordeiro, do Ibelga, e Helga Tesch, ex-aluna do Mepes, que recebeu a jovem em sua propriedade (toda orgânica!), no município de Santa Maria de Jetibá

Alimentação orgânica na Rio+20

20 de junho de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

O portal Fator Brasil fez um post bem bacana sobre opções saudáveis de alimentação no Riocentro durante a Rio+20. O ator e produtor, Marcos Palmeira, sócio da Fazenda Vale das Palmeiras, em Teresópolis, é um dos principais produtores de orgânicos do estado do Rio e para a conferência, fez uma parceria com o restaurante Vila Paulistana, fornecendo itens de hortifruti como tomate, rúcula, alface, batata… e também café 100% arábico, orgânico e biodinâmico, lançado na Rio+20.

Na praça de alimentação do encontro, 50% dos restaurantes e lanchonetes têm produtos naturais ou orgânicos e os outros são multimarcas nacionais. É possível encontrar até chopp e vinho artesanais orgânicos, além de sucos e carnes. Além dos restaurantes, na praça de alimentação pode-se encontrar também artesanato feito com materiais reciclados, estações de reciclagem e outros atrativos.

+ Via Blog Estágio Sítio dos Herdeiros

Agricultura Orgânica

7 de maio de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

O programa A Cidade em Revista, do Crea-MT, aborda a agricultura orgânica como tema desta matéria especial, destacando as principais vantagens da prática tanto para quem cultiva quanto para quem consome. Confira.

Matéria destaca crescimento de orgânicos

27 de fevereiro de 2012 | Publicado em Ligado na Rede

Recentemente publicada no site do jornal O Globo, matéria sobre o consumo de alimentos orgânicos destaca o crescimento do consumo em paralelo à queda dos preços, hoje um dos principais gargalos do setor. De acordo com o texto, o faturamento com produtos orgânicos cresce mais no Brasil do que nos maiores mercados de alimentos e bebidas do mundo.

Segundo estudos da consultoria Euromonitor, aumentou 9,8% em 2011 o valor total das vendas de alimentos processados e bebidas orgânicas no país, depois de uma alta de 40,6% em 2010. A Euromonitor estima ainda que os orgânicos são, no geral, de 60% a 100% mais caros do que convencionais. Mas espera que essa distância caia para algo em torno de 30% a 40%.

De acordo com Marcos de Freitas, gerente comercial de orgânicos do Grupo Pão de Açúcar, “os produtos de hortifruti ainda são 40% mais caros que os convencionais, as carnes, com preços 36% superiores. Já os de mercearia, como açúcar, farinha e barrinhas de cereal já conseguem ser bastante atrativos e alguns até mesmo mais baratos”.

De olho na Copa e Olimpíadas
Para empresário Dick Thompson, do Sítio do Moinho, em Itaipava, eventos como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 podem gerar novas oportunidades através de parcerias com a rede hoteleira que poderá oferecer pratos orgânicos aos hóspedes mais exigentes e preocupados com a saúde.

Copa é oportunidade para fortalecer a agricultura do RJ

21 de dezembro de 2011 | Publicado em Sem categoria

Produção de alimentos sustentáveis para eventos esportivos deve abrir portas para o mercado interno.

O Governo do Estado está mapeando produtores e consumidores a fim de saber o que está sendo produzido e para quem esses produtos podem ser oferecidos. O objetivo é aproveitar a Copa do Mundo de 2014 para consolidar a produção e o consumo de produtos sustentáveis no Rio de Janeiro, impulsionando o setor da agricultura.

Durante a Soccerex Global Convention, feira de negócios do futebol realizada em novembro no Forte de Copacabana, o secretário de Agricultura, Christino Áureo, destacou os benefícios que o mundial de futebol trará para o desenvolvimento dos municípios do interior do estado.

– Futebol não é só entretenimento, é também negócio. E como tal, gera empregos e oportunidades. A decisão do governo federal de tornar este evento sustentável, aliando sua imagem à questão ambiental, trará possibilidade de ampliação dos mercados consumidor e produtor, especialmente para os agricultores familiares do Rio – afirmou Christino Áureo.

A Secretaria de Agricultura lidera, juntamente com o portal Planeta Orgânico, o Sebrae e o Ministério da Agricultura, ações para que o Rio possa fornecer produtos sustentáveis para a alimentação nesses eventos. A produção de outros estados – que atendam aos critérios de sustentabilidade – também deve abastecer os campeonatos esportivos.

Um grupo de trabalho está levantando a demanda de supermercados, restaurantes e indústrias focados na aquisição desses itens, bem como na organização dos produtores, identificando os municípios com condições de produzir dentro dos indicadores propostos: orgânicos, agricultura familiar, produtos da biodiversidade e comércio justo.

– Mais importante do que dizer ao mundo que o Rio é um produtor sustentável, é conquistar o consumidor interno. Queremos garantir volume, escala e regularidade na produção – disse.

Economia Duradoura
O foco inicial do projeto são os municípios de Região Serrana e da Baixada, como Magé e Guapimirim. No dia 13 de dezembro, foi realizada a 2ª Rodada de Negócios Sustentáveis, em Cachoeiras de Macacu. Na ocasião, agricultores tiveram a oportunidade de oferecer produtos orgânicos a restaurantes do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

Segundo o presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Pesagro-Rio), Silvio Galvão, a expectativa é que a partir dos eventos o comércio sustentável se consolide no Rio.

– Nossa ideia é que até as flores entregues aos atletas nas premiações sejam orgânicas. E isso não apenas na Copa. Os eventos esportivos servem para dar visibilidade e consagrar a forma de produzir sustentável para que essa filosofia se mantenha no futuro – afirmou Galvão.

Via Blog Agricultura Familiar no Estado do Rio

Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – PAIS

29 de novembro de 2011 | Publicado em Ligado na Rede

O PAIS é um projeto apoiado pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Banco do Brasil e o Ministério da Integração Nacional, que tem como objetivo melhorar a qualidade de vida e proporcionar sustentabilidade para as comunidades atendidas. Além disso, estimula a prática da agricultura orgânica por meio de processo produtivo sem o uso de agrotóxicos.

Idealizada pelo engenheiro agrônomo senegalês, Aly N’diaye, a tecnologia social é inspirada na atuação de pequenos produtores que optaram por fazer uma agricultura sustentável, sem uso de produtos tóxicos e com a preocupação de preservar o meio ambiente. Integrando técnicas simples e já conhecidas por muitas comunidades rurais, o PAIS busca:

• Reduzir a dependência de insumos vindos de fora da propriedade;
• Diversificar a produção;
• Utilizar com eficiência e racionalização os recursos hídricos;
• Alcançar a sustentabilidade em pequenas propriedades;
• Produzir em harmonia com os recursos naturais.

N’diaye, que também é sócio do ator Marcos Palmeira (principal incentivador da tecnologia) na fazenda Vale das Palmeiras, baseou-se na ideia de canteiros circulares com um galinheiro central, dessa forma, os produtores podem cultivar em uma área de 5.000 m² uma série de hortaliças, legumes, carnes, ovos e frutas. O projeto inclui sistema de irrigação por gotejamento, uma forma de baixo custo que não causa danos ao meio ambiente.

No Brasil, dez mil famílias já foram beneficiadas. O objetivo de N’diaye e Palmeiras é que o PAIS se torne uma política pública para acabar com a fome e que o país se torne um parceiro na África. A ideia é que, juntos, Brasil e Senegal saiam da condição de terceiro mundo.

+ Assista outros vídeos sobre o PAIS.

+ Faça o download da cartilha do PAIS (PDF).